Aumento de 3,37% na tarifa de água vai pesar mais na finança doméstica – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 29/06/18 15:04:02 - Atualizado em 30/06/18 às 09:48:52
Aumento de 3,37% na tarifa de água vai pesar mais na finança doméstica
O aumento foi aprovado pela Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), que é um órgão do Governo do Estado de Goiás
  • 1
  • 1.121
  • TV CMN

Por Carlos Leal DRT/DF 8947
Direção Geral: Gil da TV CMN
O reajuste anterior foi de 6,27%, que somado aos 3,37% de agora, totaliza 9,64%, o que é bem maior que a inflação no período.
Conforme Karla Leal, formada em Gestão Financeira e Empresarial, a conta vai pesar para as empresas dos ramos que utilizam a água como matéria prima ou a usam em abundância como produto de limpeza e higienização. A gestora explica que, em alguns seguimentos do empresariado há como cortar gastos supérfluos e não precisar repassar este custo para seus produtos ou serviços, mas, para os ramos como, restaurante, padaria, lavanderia, açougue, lava-jato, peixaria, clínica de hemodiálise e salão de beleza, para não arcar com conta terão que repassar para os preços. Ela disse que um aumento muito acima da inflação como esse da água, precisa ser levado em consideração.

Perguntada sobre o reflexo na finança doméstica, Karla Leal disse que será mais pesado ainda, porque a maioria das donas de casa tem seus orçamentos planejados na renda familiar, que tem como fonte os salários de seus membros, que é (renda fixa), e, nesse caso, terão de economizar água ou fazer cortes que irão interferir diretamente na “qualidade de vida da família”, o que é um absurdo. Ainda terão que arcar com o repasse “quase inevitável” do custo da água para os preços dos produtos e serviços.

Veja nossos cálculos:
“Pegamos por exemplo um casal com um filho, que tem renda mensal de R$1.400,00 e despesas fixas, 300,00 de aluguel, 100,00 de água, 80,00 de luz, 40,00 de telefone celular, 80,00 de gás, 150,00, de transporte escolar, 150,00 de prestações diversas, totalizando R$900,00. Aí, vai sobrar apenas R$500,00 para despesas com alimentação, vestuário, lazer, higiene pessoal e saúde.
Levando em consideração o aumento acumulado, o que está saindo do bolso dessa família é a quantia de R$115,68 por ano.”

Lembrete: O Estado de Goiás está entre os que tem a água mais cara do Brasil.

COMENTÁRIO DO REPÓRTER:
Agora é hora de economizar.
Diante da situação, você pode tomar banho de corpo inteiro apenas uma vez por semana, e no meio da semana passar apenas um pano molhado nas partes íntimas, mas isso não é a solução.
A solução mesmo, é você não votar nos atuais políticos e nem em candidatos apoiados por eles.
Carlos Leal, sem papas na língua.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Drogaria 600x300

1 Comentário

  1. Se o dono da padaria vai pagar mais caro pela água, claro que logo ele vai aumentar o preço do pão, e isso vai afetar diretamente a os pais e ma~es de família.
    Goiás está mal de político. Eu mesma não voto em ninguém apoiado pelo Hildo e pelo Marcone.

Deixe uma resposta