Briga de vizinhos por causa de som alto acaba com policial morto em GO – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 11/07/16 10:19:22 - Atualizado em 11/07/16 às 10:20:07
Briga de vizinhos por causa de som alto acaba com policial morto em GO
  • 2
  • 2.141
  • TV CMN

 

policial morto

O que seria uma ocorrência policial de rotina por causa do som alto de uma festa acabou em tiroteio no interior de Goiás. Um homem roubou a arma de um policial e fez vários disparos. Duas pessoas morreram e três ficaram feridas. Toda a confusão foi gravada com um celular.

Os policiais foram chamados por causa de um som alto durante uma festa em Itacaiu, distrito de Britânia, a 350 quilômetros de Goiânia.

No vídeo, Ismael Pereira aparece lutando para não ser imobilizado pelo sargento Uires Alves. Ismael tentava impedir que o filho fosse levado para a delegacia pelo soldado Hélio Bezerra. Bruno Vieira aparece nas imagens já imobilizado pelos policiais. A mulher de Bruno também tentava impedir o trabalho dos PMs. Nessa hora, ela leva um empurrão. O homem é levado para o porta-malas da viatura.

E a confusão aumenta. Ismael Pereira volta a aparecer no vídeo. Encosta no policial e segundos depois consegue tirar a arma que estava abaixo da cintura do PM. O policial percebe e é quando começa o ataque covarde. De longe, se vê que mesmo com o policial no chão o homem dispara a arma e sai andando com o revólver na mão.

O sargento Uires Alves foi socorrido, mas morreu antes de chegar no hospital. O outro policial ficou ferido na barriga e foi transferido para um hospital em Goiânia, onde passou por uma cirurgia e está se recuperando. Segundo o boletim de ocorrência da PM, o soldado, mesmo ferido, atirou e matou Ismael Pereira, que sacou a arma do sargento.

No vídeo, é possível contar mais de 15 tiros. O filho de Ismael, Bruno Vieira, que os PMs queriam levar para a delegacia, também ficou ferido levemente e está preso por participação no assassinato do sargento.

O comando da Polícia Militar informou que vai instaurar procedimento administrativo para apurar o caso, que também será investigado pela Polícia Civil e acompanhado pela Corregedoria da PM. O sargento Uires, que foi morto, trabalhava na PM há 20 anos, era casado e tinha seis filhos. “A gente perdeu um policial, amigo, um colega. É uma perda muito grande”, lamenta a funcionária pública Hennida Souza, filha do PM ferido.

Veja o vídeo diretamente no portal G1 de como tudo aconteceu (clicando aqui)

Fonte: G1 | JORNAL NACIONAL

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

2 Comentários

Deixe uma resposta