Cineasta mineiro recria a vila do Chaves em um curta-metragem inédito chamado “Moleque” – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 08/08/16 20:50:49 - Atualizado em 08/08/16 às 21:05:14
Cineasta mineiro recria a vila do Chaves em um curta-metragem inédito chamado “Moleque”
  • 0
  • 1.398
  • TV CMN

 

Elenco de "Moleque", adaptação brasileira de "Chaves" (Foto: Montagem/Reprodução/Televisa/Filipe Tavares/Divulgação)

Elenco de “Moleque”, adaptação brasileira de “Chaves” (Foto: Montagem/Reprodução/Televisa/Filipe Tavares/Divulgação)

Quem nunca assistiu “Chaves”? Quem conhece sabe que desde de 1984 esse clássico é exibido no Brasil pelo SBT trazendo muita alegria para a garotada e até mesmo para os adultos.

Fique sabendo que um cineasta brasileiro, um mineiro de Belo Horizonte, resolveu recriar a “vila do Chaves” em um curta-metragem de 20 minutos trazendo uma adaptação original onde mostra a chegada do garoto órfão ao cortiço.

Marcos Pena, diretor e fã de “Chaves”, formado em Cinema trabalhava como editor na TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais quando foi motivado a produzir filmes e diante das motivações teve a ideia de adaptar uma de suas maiores paixões, o “Chaves”.

Leônidas José interpreta Moleque, versão brasileira de Chaves, personagem de Roberto Gómez Bolaños em "Chaves", no curta-metragem "Moleque" (Montagem/Reprodução/Televisa/Filipe Tavares/Divulgação)

Leônidas José interpreta Moleque, versão brasileira de Chaves, personagem de Roberto Gómez Bolaños em “Chaves”, no curta-metragem “Moleque” (Montagem/Reprodução/Televisa/Filipe Tavares/Divulgação)

A maior dificuldade que Marcos Pena teve, foi a de adaptar a história para a realidade e ainda mais para a realidade brasileira tirando a caricatura teatral da série tirando adultos interpretando crianças e ainda transportando para uma vila real, com crianças de verdade.

O curta, “Moleque” custou R$ 65 mil reais e foi produzido em parceria com a Guerrilha Filmes com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

“Moleque” já foi selecionado para festivais na Espanha, Argentina, Índia, Malta e Estados Unidos e em breve irá para a Bolívia. Já no Brasil, foi exibido em São Paulo e Pernambuco, entretanto o cineasta lamenta pela falta de espaço em eventos brasileiros: “A temática infantil não é muito vista em festivais. Pessoal gosta mais de filmes ‘cabeça’ e não curte filmes para crianças”.

Para a alegria de todos e para o próprio diretor, o curta foi enviado ao filho de Bolaños, Roberto Gómes Fernández que ficou responsável pelos direitos de “Chaves” após a morte do pai. Para a surpresa do diretor mineiro, o filho de Bolaños aprovou o conteúdo e gostou dizendo que poderia rodar onde quisesse, pois não é o Chaves e sim uma adaptação.

Você pode assistir o curta metragem aqui mesmo na página, mas não esqueça de dar aquele like no vídeo, no YouTube para ajudar no trabalho de todas essas pessoas envolvidas na produção de “Moleque”.

As informações são do portal UOL e você pode acessar a matéria completa acessando (através deste link).

 

Making Of

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Chocky

Deixe uma resposta