Homem conserta tanquinhos recolhidos no lixo e ganha R$ 2 mil por mês alugando os equipamentos – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 04/10/17 18:31:13 - Atualizado em 04/10/17 às 18:31:13
Homem conserta tanquinhos recolhidos no lixo e ganha R$ 2 mil por mês alugando os equipamentos
Lavadoras são locadas a R$ 15 a diária. Ele entrega aos clientes usando uma bicicleta adaptada, em Águas Lindas de Goiás.
  • 3
  • 6.404
  • TV CMN

Por Murillo Velasco, G1 GO

profissional autônomo Antônio Fernandes resolveu enfrentar o desemprego consertando e alugando tanquinhos, como são conhecidas lavadoras de roupas mais simples. Morador de Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, ele recolhe os equipamentos descartados no lixo, leva para casa e empresta para quem não tem condições de comprar e fatura, por mês, R$ 2 mil.

De acordo com Antônio, a ação dele é inédita na cidade e tem sido uma alternativa para quem precisa lavar roupas e não tem dinheiro para comprar uma lavadora. “Transforma esse lixo, que o povo joga fora, em luxo. Eu nunca vi ninguém fazer o que estou fazendo”, disse em entrevista à TV Anhanguera.

Os tanquinhos são alugados a R$ 15 a diária, mas Antônio também oferece pacotes para quem quer ficar um pouco mais de tempo com o equipamento. Para passar um mês com a lavadora, por exemplo, o cliente deve pagar R$ 50. Os interessados entram em contato com ele por telefone, e ele faz as entregas em uma bicicleta adaptada.

O veículo tem capacidade para levar até seis lavadoras: uma na frente, outra na traseira e quatro por cima de uma plataforma montada sobre a bicicleta, que também é cheia de painéis anunciando os serviços que Antônio pode oferecer, como de mecânico e pedreiro.

“Bagageiro na frente, bagageiro atrás, bagageiro em cima. É praticamente um carro, essa bicicleta para mim. E outra, para andar em uma bicicleta desta tem que ter energia criativa, porque o ‘trem’ pesa. Quando a pessoa quer ser criativa, ela aproveita”, afirmou.

Além de ser uma alternativa financeira para ele, a ideia se tornou uma oportunidade para donas de casa como a vendedora Frankeane Oliveira. Sem dinheiro para comprar um equipamento, ela comemora a possibilidade de alugar uma máquina.

“Eu vou pagar R$ 15, vou ficar um dia inteiro, posso lavar as roupas acumuladas de oito dias. Para mim é muito bom”, revelou.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

3 Comentários

  1. Esse Senhor merece todo meu respeito, foi criativo na ideia que além de reciclar o que era lixo ajuda as pessoas que necessitam da máquina e não tem condições de comprar uma!! Parabéns Antônio Fernandes tirei o chapéu para sua iniciativa ela foi muito nobre!

    Parabéns também a TVCMN por divulgar o trabalho desse cidadão que encontrou essa forma de sobreviver!

Deixe uma resposta