Homem é preso suspeito de estuprar neta criança por ao menos 3 anos em Águas Lindas de Goiás – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 22/09/18 15:30:43 - Atualizado em 22/09/18 às 15:30:43
Homem é preso suspeito de estuprar neta criança por ao menos 3 anos em Águas Lindas de Goiás
Segundo polícia, vítima, que atualmente, tem 11 anos, era abusada desde os 8. Mãe descobriu caso ao encontrar fotos íntimas no celular da filha; suspeito nega acusações.
  • 0
  • 7.672
  • TV CMN

Por Sílvio Túlio, G1 GO

Um homem de 48 anos foi preso suspeito de estuprar a neta, atualmente com 11, em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Segundo a Polícia Civil, a suspeita é que o crime seja cometido há pelo menos três anos. Ao ser detido, ele negou as acusações.

A polícia informou que ele ainda não tem advogado.

O homem, que está desempregado, foi detido na quinta-feira (20), quando chegava em casa, em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. O pai da criança é enteado dele. De acordo com a delegada Ana Cristiana Hasegava, a mãe da vítima, que é separada do marido, foi quem descobriu o caso.

“Há cerca de três semanas, ela mexeu no celular da menina e viu em uma conversa com o avô fotos do órgão genital dele e dela. Então ela procurou a delegacia”, disse ao G1.

Em depoimento, a menina contou dos abusos. A delegada disse que, em nenhum momento, a criança foi ameaçada ou agredida. Segundo a garota, o homem falava apenas que ela ia “perdê-lo” caso contasse alguma coisa.

Como os pais eram divorciados, a menina visitava o avô somente quando o pai a levava. Era nestes momentos que o crime ocorria.

Em depoimento, o homem negou todas as acusações. “Ele disse que a menina pegou o celular dele e começou a mandar mensagens para o dela, inclusive fotos do órgão genital dele”, afirma.

O preso deve ser indiciado por estupro de vulnerável e, se condenado, por pegar uma pena que varia entre 8 e 15 anos.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

Deixe uma resposta