Macacos são encontrados mortos na região do entorno de Brasília – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 25/01/18 10:53:22 - Atualizado em 25/01/18 às 10:53:22
Macacos são encontrados mortos na região do entorno de Brasília
Secretaria de saúde do Distrito Federal investiga outras mortes de macacos no DF.
  • 1
  • 4.523
  • TV CMN

Reportagem Correio Braziliense

No Entorno do DF, três macacos apareceram mortos nos últimos dias. Santo Antônio do Descoberto, Novo Gama e Valparaíso investigam se os primatas estão infectados ou não.

O mais recente caso ocorreu em Novo Gama. A Secretaria Municipal de Saúde recolheu um primata morto em uma chácara, na manhã desta terça-feira (23/1). O animal foi enviado à Secretaria de Saúde do DF para confirmar se ele estava infectado com a doença.

Esse é o primeiro caso registrado no município goiano em 2018. No ano passado, um macaco foi encontrado morto, mas ele não era portador do vírus. A área onde o bicho foi encontrado está isolada, e os moradores da região vacinados preventivamente.

Após a conclusão do laudo autoridades de saúde goianas determinarão se há a necessidade de vacinação em massa no município. “Até o momento não há motivo para pânico. Não há casos confirmados da doença”, ressalta a Secretaria Municipal de Saúde.

O caso de Santo Antônio do Descoberto ocorreu também um uma área rural. O animal foi encontrado morto no último sábado (20/1), mas a notificação só aconteceu nesta terça. Em Valparaíso, a Secretaria de Saúde do DF recolheu o animal no início do mês. Em Goiás, foram encontrados ao todo 21 macacos mortos.


A Secretaria de Saúde de Goiás destaca que, em 2017, houve apenas um registro de caso humano da febre. Em 2016, três e em 2015, cinco. Lá a cobertura vacinal é de mais de 90% da população. No DF, o índice é de 86%. Somente no ano passado, 207 mil pessoas tomaram a vacina.
O macaco transmite a doença?
O Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Primatologia (SBP) alertam que os macacos, assim como os seres humanos, são vítimas da doença. No ciclo silvestre da febre amarela, os macacos são os principais hospedeiros do vírus.

Esses animais servem como guias para a elaboração de ações de prevenção da febre amarela. Matar animais é considerado crime ambiental pelo artigo 29 da Lei n° 9.605/98. A pena chega a um ano de prisão e pagamento de multa de R$ 5 mil.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • pom pom materia

1 Comentário

Deixe uma resposta