Mãe de quatro filhos e grávida de alto risco, Edilene precisa da nossa ajuda – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 11/10/18 13:26:23 - Atualizado em 11/10/18 às 16:22:04
Mãe de quatro filhos e grávida de alto risco, Edilene precisa da nossa ajuda
Na visita que fizemos à família da Edilene, nos deparamos com uma verdadeira situação de abandono social
  • 10
  • 4.644
  • TV CMN

Por Carlos Leal DRT/DF 8947

Direção Geral: GIL da TV CMN

Edilene e seus filhos em sua residência no setor Jardim da Barragem 6/Fotos: José Alberto

Maria Edilene da Costa 24 anos, procurou a TV CMN em busca de contar sua situação e pedir ajuda no quadro “Fazer o Bem Olhando a Quem”.   Como todas as outras famílias em situação de risco que tiveram suas histórias contadas na TV CMN, a história da família da Edilene não é muito diferente, mas, como “cada caso é um caso”, a nossa equipe foi conhecer de perto a situação relatada por mais esta mãe que está precisando de ajuda.

Interior da residência da família/Fotos: José Alberto

Edilene é casada com Gilvan Alves de 31 anos, que já a muito tempo está desempregado vivendo de “bicos”. Ele trabalha de ajudante de pedreiro, capina lotes, cata materiais recicláveis para vender, mas o máximo que consegue ganhar é R$450,00 por mês, mais R$256,00 do BOLSA FAMÍLIA, dinheiro insuficiente para pelo menos alimentar os filhos, Rodrigo 7, Guilherme 5, Vitória 3 e Milena 2 anos. Claro que as crianças não vivem só de comer. A precariedade é tanta que as crianças não têm roupas, calçados e muito menos brinquedos, por isso as doações em brinquedos também serão bem-vindas, mas Edilene está precisando também de colchão e roupas para as crianças.

O jornalista Carlos Leal mostra a geladeira vazia de Edilene/Fotos: José Alberto

Além dessas necessidades, a criança que vai nascer ainda não tem nada, mas na ecografia não foi possível ver o sexo porque ela estava em pé.

A geladeira está vazia e o armário também, nem vasilhas para cozinhar os alimentos ela tem direito.

As contas de água e luz estão atrasadas já a vários meses e a dívida acumulada é muito grande.

Quem puder ajudar mais esta família carente, e quiser entregar pessoalmente a doação para Edilene este é o endereço:

Quadra-64 lote-22 Jardim da Barragem-VI Águas Lindas de Goiás

Celular/WhatsApp: (61) 99400-6075

Ou entre em contato com a TV CMN pelo celular/WhatsApp: (61) 99416-7643

Quem não puder ajudar com doação, pode ajudar compartilhando este pedido de ajuda.

 Agradecemos a todos que tem colaborado com o quadro “Fazer o Bem Olhando a Quem”, e alertamos que ninguém está autorizado a pedir ajuda em nome da TV CMN.

 Por que “Fazer o bem olhando a quem”?

Porque existem pessoas que aproveitam da bondade das outras para pedirem ajuda sem estarem precisando. Nós da TV CMN como porta-voz de nos pede ajuda, não podemos correr o risco de publicar a história de quem não esteja realmente precisando ser ajudado.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

10 Comentários

  1. Para atirar pedras tem muitos mas para ajudar não apareceu ninguém até agora
    Se ela errou fez menino de mais tem outro na barriga já tá feito agora as críticas não ajudaram em nada ou seja que poder ajudar ajuda se não poder fica de boa ,hoje vcs podem está bem hoje mas amanhã poderam estar pior do que ela , Críticas não mudam em nada

  2. Falou a “FABI” Moralista! Se não quer ajudar, vai caçar uma lavagem de roupa é para de querer dar lição de moral nos outros! Limpe seu rabo para querer limpar o dos outros.

    • De uma coisa tenho certeza! Não fui eu quem fiz e não servi de cama tbm. Trabalhar pra cuidar dos filhos não quer né?! Mas tempo pra fazer mais tem?! Me poupe! Se quisesse comprar frauda e leite faria eu mais um filho.

      • Olá. Isso acontece porque essas famílias pobres não tem acesso a uma assistência de qualidade por parte do governo municipal com suas ações sociais e assistenciais, não se tem um acompanhamento de ação social para que ela receba informações de como se prevenir. Essas famílias só tem valor em época de eleição porque seu voto vale ouro, mas esses políticos quando ganham nada faz pelo o povo.

        Acho que vc foi infeliz na sua colocação, mas tudo bem eu entendo até porque vc pensa assim porque talvez não sabe como as coisas funcionam em nossa cidade.

        Gil da TV CMN

        • Gil,sou moradora de águas lindas a 19 anos,sei bem como funciona a nossa cidade. Hoje em dia a mulher tem que ser a primeira a pensar na sua saúde física e mental, ja que diversas gravidez seguidas sem ter a mínima extrutura,pode resultar em depressão pós parto. Se nós mulheres não nos cuidarmos e nos previnimos o homem não está nem aí,já que o dever dele e levar mantimentos pra dentro de casa e a mãe e fazer todo o demais serviço o qual não e pouco. Então não acho que fui infeliz cm meu comentário. Nós mulheres temos que pensar muito bem e procurar nos cuidar pra não sair colocando crianças no mundo sem o mínimo controle.

  3. Gente eu não entendo cm uma mulher nessa situação coloca tanto filho no mundo! Não vivemos mais na idade da pedra! Existem hj em dia tantos métodos contraceptivos, camisinha e dada de graça nos postos de saúde. Tenho 28 anos e minha filha tem 9 anos, tenho consciência que as coisas tão difíceis e que não tenho condições de ter outro filho no momento. Oq custa mais caro ir no posto de saúde pegar preservativo ou sustentar uma criança a mais por ano?! A ajuda que essa jovem precisa e uma laqueadura URGENTE pq se não e essa criança nascendo e outra ja sendo encomendada pra passar fome infelizmente. Sou super a favor de ajudar mas as coisas estão difíceis pra todo mundo. Ajudar agora resolve o momento mais alimenta a conduta errada de colocar TD ano uma criança no mundo. Na hora do bem bom não pensa e muito menos pede ajuda né?!

  4. Difícil é ajudar essas pessoas que ficam colocando criança no mundo sem ao menos ter condições. Tem que arrumar um emprego para o marido e uma laqueadura para a mulher

Deixe uma resposta