Líder do ranking da WSL, Gabriel Medina não enfrentou muitos problemas na última etapa do campeonato. Para ser o campeão ele dependia apenas de si mesmo e não decepcionou. Chegando apenas na final, Medina já conquistou o título – e, no final das contas, ele também venceu a etapa ao superar Wilson na decisão.

O brasileiro venceu a primeira bateria da competição com a nota 13.16 contra 9.97 de Benji Brand e 9.67 de Connor O’Leary. Com alguns dias sem boas ondas, a terceira bateria foi disputada no domingo e Medina avançou com 14.30 contra 11.83 de Seth Moniz.

Nesta segunda-feira, em sua primeira apresentação do dia no mundial da WSL , Medina tirou 16.90 e superou Michel Bourez com 11.93 e Sebastian Zietz com a nota 3.33, avançando para as quartas de final.  Na etapa seguinte, enfrentando o americano Coffin, Gabriel deu um show.

O brasileiro iniciou a bateria atrás do americano, mas em duas ondas seguidas tirou um 9.45 e em seguida um 10.0 na melhor onda do dia.