Mulher morre vítima de dengue hemorrágica e autoridades discutem ações para combater o Aedes aegypti – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 11/02/16 10:32:53 - Atualizado em 12/02/16 às 09:45:04
Mulher morre vítima de dengue hemorrágica e autoridades discutem ações para combater o Aedes aegypti
  • 11
  • 4.006
  • TV CMN

Maria-Cardoso-de-Oliveira

Maria Cardoso de Oliveira de 45 anos, morreu vítima de dengue hemorrágica no último domingo (7/02/2016) e era moradora de Águas Lindas de Goiás. O caso foi confirmado e autoridades da área da saúde discutem ações para combater ao Aedes aegypti.

Segundo fonte confiável da própria Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), em Águas Lindas foram registrados 228 casos da dengue só no último mês de janeiro. Com esse número deixa a cidade como a 10ª com mais casos da doença no estado.

Segundo informações, Maria não conseguiu atendimento médico próximo de onde mora, então procurou ajuda no DF. De acordo com a família, a mulher foi internada no dia 3 de fevereiro, três dias depois, uma médica informou que ela precisava de vaga em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não houve tempo para a transferência.

Além de Águas Lindas de Goiás, a lista da SES-GO das cidades com mais casos da doença, em ordem decrescente, conta ainda com Goiânia, Anápolis, Luziânia, Aparecida de Goiânia, Rio Verde, Valparaíso de Goiás, Senador Canedo, Santo Antônio do Descoberto e Trindade.

No estado de Goiás até a data 31 de janeiro, 14.103 casos da doença foram noticiados neste ano, uma queda de 1,15% comparado com o ano de 2015, porém 6 (seis) mortes ainda são investigadas.

A assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde do Estado de Goiás disse que apesar de a morte ter ocorrido no Distrito Federal, o caso será registrado nas estatísticas de Goiás, pois a contagem leva em conta o local de domicílio da vítima.

Com informações: G1 – Goiás: TV Anhanguera

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Carne materia

11 Comentários

  1. Célia Rodrigues Ferreira em

    Infelizmente o povo brasileiro não tem consciência da gravidade das doenças causadas pelo lixo espalhado. Além do famoso mosquito Aedes Aegypti, que é tão pequeno mas muito perigoso, tem também os roedores que causam a terrível Hantavirose. Talvez um tempo gasto com palestras para as populações possa diminuir os casos de mortes, já que a saúde pública está gravemente doente.

  2. a prefeitura tem que limpar os lotes que estão cheio de mato e lixo e cobrar no IPTU, moro no vilage e lá tem muitos, isso ajuda a proliferação do mosquito.

  3. Infelizmente, a culpa de tanto lixo na Cidade e da própria população, que não tem a cultura de reciclagem , o mato alto e culpa da chuva, vamos nos conscientiza gente e para de culpar os outros, fica ai meu desabafo

  4. Sugiro que a tvcmn cheque esta informação. ou melhor deveria ter checado antes de publicar. Pois, existem um conflito entre esta matéria e a reportagem do correio brasiliense sobre o mesmo caso, publicada no dia 08 ultimo.
    Confira:
    Secretaria apura se moradora de Brazlândia morreu de dengue hemorrágica
    Ela morreu à espera de vaga em UTI. E morava na zona rural de Brazlândia,

    A dengue matou pela segunda vez na capital federal neste ano. Uma mulher de 45 anos morreu com a suspeita de ter contraído a forma hemorrágica da doença. Maria Cardoso de Oliveira teria sido atendida na última sexta-feira no Hospital Regional de Brazlândia (HRB), com quadro de anemia severa.

  5. Essa estatistica ainda pode ser maior fui ao bom jesus me disseram que era uma virose , dois dias depois fui ao HRAN e fui diagnosticado com dengue , quantos casos semelhantes não devem ter ocorrido ? E quantos foram re encaminhados por não conseguir atendimento? Cade o prefeito ?

  6. Lamentável, enquanto isso na antiga garagem da empresa santo antônio e notável a quantidade de pneus e carcaças de ônibus que devem estar repletos de água acumulado gerando inúmeros mosquitos da dengue!atenção cidadães águaslindense esta guerra e nossa vamos acorda …

Deixe uma resposta