Polícia recupera em Goiânia dez toneladas de carne roubada – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 11/06/18 10:32:20 - Atualizado em 11/06/18 às 10:32:20
Polícia recupera em Goiânia dez toneladas de carne roubada
Mercadoria estava em um depósito clandestino da capital. Ninguém foi preso durante a ação.
  • 0
  • 697
  • TV CMN

Por Sílvio Túlio e Vitor Santana, G1 GO

A Polícia Civil recuperou dez toneladas de carne, roubadas após um caminhoneiro ser rendido em Cocalzinho de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. A mercadoria foi localizado em um depósito clandestino no Setor Solar Ville, em Goiânia, após uma denúncia anônima. As investigações apontam que o crime foi cometido por um grupo especializado, que já realizou a mesma prática ao menos duas vezes neste ano. Ninguém foi preso.

Parte da carga foi localizada na tarde de quinta-feira (7). Quando os policiais chegaram ao local, não havia ninguém. No entanto, foi encontrada uma arma e um bloqueador de sinal. Havia a denúncia de que a carne estava sendo manipulada de forma clandestina, o que não foi confirmado. Segundo a polícia, o alimento estava próprio para o consumo e foi devolvida à empresa proprietária.

O roubo aconteceu na última terça-feira (5). O motorista seguia do Pará para Rio de Janeiro com 15 toneladas de carne, quando foi interceptado pelos criminosos. Do total, o grupo conseguiu desviar cinco toneladas antes da polícia recuperar a carga.

“O caminhoneiro disse que foi rendido e levado para o meio do mato enquanto outros integrantes levaram o caminhão carregado”, informou o delegado Alex Vasconcelos, adjunto da Decar.

Grupo especializado

O delegado explicou que o crime foi praticado por uma associação criminosa especializada neste tipo de roubo. Esta foi a terceira abordagem do grupo a caminhoneiros somente neste ano, segundo a polícia. No total, eles já subtraíram 27 toneladas de carnes e pescados, gerando um prejuízo estimado de mais de R$ 1,2 milhão.

O grupo, cuja quantidade de integrantes não foi divulgada, atua sempre na região do Entorno do DF e visa carregamentos de carnes. “Eles agem sempre armados e com muita violência. Já identificamos a maior parte deles e até representamos pelas prisões, mas não podemos dar detalhes para não atrapalhar as investigações”, explica.

O delegado disse que um dos integrantes foi morto em confronto com a polícia no mês passado. Já na última semana, outro componente foi detido.

Eles devem responder por furto e associação criminosa.

Outras ações

O primeiro roubo ocorreu no dia 11 de abril, em Santo Antônio do Descoberto. Uma carga de 16 toneladas de gado abatido foi subtraída. Após investigações, o material foi localizado.

Já no dia 5 de maio, eles entraram em ação novamente. Em Luziânia, eles roubaram um carregamento de uma tonelada de camarão e pescados. A polícia também conseguiu encontrar o material.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • imperial 600x300

Deixe uma resposta