Policial militar mata ex-namorada a tiros e fere homem em Ceilândia, no DF – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 04/05/18 18:57:50 - Atualizado em 04/05/18 às 18:57:50
Policial militar mata ex-namorada a tiros e fere homem em Ceilândia, no DF
PM confirmou identidade do militar, mas não comentou motivação do caso. Mulher morreu no local; outra vítima foi hospitalizada.
  • 11
  • 13.008
  • TV CMN

“Onde está minha filha? Cadê a Jéssica?”, indaga pai de jovem morta por PM/foto: jornal de brasilia

Um policial militar do Distrito Federal é o principal suspeito de matar a ex-namorada, de 25 anos, a tiros na tarde desta sexta-feira (4), em Ceilândia. Segundo a Polícia Militar, um homem também foi baleado, e levado ao hospital em estado grave.

A mulher foi identificada por familiares como Jessyka Lainara. De acordo com a PM, ela foi atingida em casa por cinco disparos, e morreu no local. O óbito foi declarado por uma equipe do Samu.

A PM afirmou que o autor do crime foi o soldado Ronan Menezes Rego. O sargento responsável pela apuração no local não quis comentar a relação entre o militar e a vítima. O caso será investigado pela 24ª DP (Ceilândia).

Segundo a família, Jessyka tinha sido aprovada recentemente em um concurso do Corpo de Bombeiros. O primo, Leonardo Silva, afirmou ao G1 que o crime foi motivado por ciúmes. “Ele não aceitava o término do relacionamento”, diz.

“Vivia ameaçando ela, falava que ia matar e que não ia ficar muito tempo preso porque era PM. Ele falava que ia matar a nossa avó se ela denunciasse as ameaças.”

Até as 16h10, a PM não tinha informações sobre a localização do militar apontado como suspeito. Nesse horário, a mobilização em frente à casa de Jessyka era grande – incluindo equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da PM e da Polícia Civil.

De acordo com vizinhos, o militar tinha “comportamento agressivo”, e não costumava conversar com as pessoas da região. O relacionamento teria começado antes de ele entrar para a polícia e, desde então, havia boatos de que ele “perseguia” a namorada.

Acesso fácil

Segundo familiares, o PM tinha acesso fácil à casa onde Jessyka morava. Nesta sexta, ele entrou no imóvel e foi até o quarto da ex-namorada – ignorando a presença da mãe, da avó e dos irmãos da vítima.

A tia de Jessyca, Elaine Maria, de 59 anos, afirma que a sobrinha morreu no banheiro. Segundo ela, não foi o primeiro caso de feminicídio na família.

“A tia da Jessyka morreu do mesmo jeito, morta por tiros do marido. Pelo menos ela deixou um filho no mundo, a Jessyka não teve essa sorte.”

Ainda segundo Elaine, o namoro de Jessyka e Ronan começou quando ela tinha 13 anos. Eles chegaram a ficar noivos em 2012, de acordo com a tia.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Carne materia

11 Comentários

  1. Há uma grande confusão por parte de certos agentes públicos quando o assunto é o poder de polícia, pois muitos confunde a vontade estatal (legalidade) com seus anseios particulares. Isso, de certa forma, traz um grande prejuízo à sociedade;visto que é essa quem paga a conta do mal servidor. O poder de polícia é do Estado, e não do agente o qual o Estado delega tal função (Teoria do Orgão), que deve ser exercida dentro da lei. Qualquer agente que extrapole tais limites, esse está cometendo o excesso ou o desvio de poder – e, neste contexto -, o seu superior hierárquico deverá, por meio dum procedimento adequado, apurar tal conduta para que seja aplicada a norma leal.

  2. isso mostra que nem todos tem a capacidade para porta uma arma para ser polícia o mal do homem é pensar que e dono ninguém é de ninguém se não deu certo vida para frente

  3. Hoje em dia as mulheres estão traindo bem mas que os homens e os homens não aceita ser traído por isso esta acontecendo muitos feminicidios,quando acontece isso sempre fala que o cara não eceitava o fim do relacionamento!
    Não nesse caso se foi isso

  4. Infelizmente tem homens hoje que acham serem donos das mulheres .
    Meu irmão se a mulher não te queria mais saia fora porra tantas outras por aí .
    Agora tira vida de uma jovem por bobeira sego do caralho

Deixe uma resposta