Por teleconferência, rede de pesquisadores discutem combate ao Aedes – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 20/07/16 17:54:31 - Atualizado em 20/07/16 às 17:54:31
Por teleconferência, rede de pesquisadores discutem combate ao Aedes
Reuniões virtuais ocorrem um vez por mês e visam a troca de informações. Encontros são abertos à comunidade
  • 0
  • 503
  • TV CMN

Por teleconferência, rede de pesquisadores discutem combate ao Aedes

O combate ao Aedes aegypti é discutido em vários setores da sociedade, inclusive, por um grupo de telemedicina, que se reúne por teleconferência para o compartilhamento de boas práticas e informações sobre cuidado, vigilância, pesquisa e combate ao mosquito e doenças relacionadas.

O objetivo do grupo especial de interesse é o enfrentamento ao Aedes aegypti e  para evitar as doenças causadas pelo vetor por meio de casos mais graves e das consequências da infecção congênita pelo vírus Zika, como a microcefalia e outras má-formações.

“O objetivo é mobilizar profissionais e gestores do Sistema Único de Saúde, comunidade universitária e hospitais de ensino do País, para qualificar o enfrentamento à situação de emergência pública que o Brasil está atravessando”, destacou a coordenadora da iniciativa, Thaís Matos.

A Rede Universitária de Telemedicina (Rute) foi quem criou o grupo de interesse especial para tratar sobre o combate ao Aedes aegypti. A Rute é coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), organização social ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A ideia de criar o grupo de telemedicina voltado para o tema surgiu no segundo semestre de 2015, período em que os casos de Zika e chikungunya se proliferaram no País.

Grupo de interesse

Os profissionais que integram o grupo se reúnem sempre na terceira sexta-feira de cada mês. Os encontros são abertos à participação de pesquisadores e estudantes de graduação e especialização, professores e profissionais de saúde por meio da página do Rute.

Fonte: Portal Brasil, com informações do MCTIC

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Carne materia

Deixe uma resposta