Saidão de Natal começa nesta sexta-feira e beneficiará mais de mil presos – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 21/12/18 14:57:15 - Atualizado em 21/12/18 às 14:58:13
Saidão de Natal começa nesta sexta-feira e beneficiará mais de mil presos
Confira as regras que devem ser seguidas pelos detentos
  • 7
  • 2.628
  • TV CMN

O saidão do Natal vai beneficiar 1.109 presos do Distrito Federal. Homens e mulheres que cumprem regime semiaberto vão deixar a cadeia na sexta-feira (21/12) e terão que retornar até as 10h da próxima quarta-feira (26/10). Entre os contemplados, 67 são do sexo feminino.

Quem não cumprir a determinação será considerado foragido e pode perder o direito ao regime semiaberto, quando capturado, e responder a inquérito disciplinar.

Regras para o Saidão de Natal

De acordo com a Portaria nº 001 do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), o saidão é um benefício concedido a presos no regime semiaberto. As saídas tem por objetivo visitas familiares, estudos e outras atividades de convívio social.

No caso do saidão de Natal, os 1.109 presos do DF sairão no dia 21/12 (sexta-feira) e terão de voltar no dia 26/12 (quarta-feira), ou seja, eles terão cinco dias concedidos fora da unidade prisional.

As regras valem para todas as saídas temporárias do DF, além das Comarcas de Valparaiso de Goiás/GO, Novo Gama/GO, Águas Lindas de Goiás/GO, Planaltina/GO, Santo Antônio do Descoberto/GO e Cidade Ocidental/GO.

Para usufruir do benefício, os presos precisam apresentar comprovante de endereço de residência. Não podem ser beneficiados aqueles que estejam respondendo a inquérito disciplinar ou aqueles que cometeram infração disciplinar nos últimos três meses.

É proibido durante os cinco dias do saidão ingerir bebida alcoólica, fazer uso de entorpecentes, frequentar prostíbulos, bares ou botequins ou encontrar-se com outros internos que também sejam beneficiados. Os detentos devem recolher-se diariamente à residência informada até as 18h.

Além de perder o direito ao regime semiaberto caso algumas das regras seja descumprida, o detento que não voltar à Unidade Prisional no dia 26, se capturado, pode responder a inquérito disciplinar e ainda perde imediatamente o benefício de saídas temporárias por um período de três meses.

Qualquer pessoa pode fornecer informações anonimamente sobre os detentos pelos telefones 190 (Polícia Militar), 197 (Polícia Civil), via WhatsApp (61) 98626-1197 da Polícia Civil ou no número (61) 3339-1345 (Diretoria Penitenciária de Operações Especiais).

Reportagem do Correio Braziliense

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
  • Ortho Implante

7 Comentários

  1. O povo está acreditando que Bolsonaro vai conseguir mudar todas as legislações em 4 anos, mas acho pouco provável, porque em 28 anos como legislador se apresentou como mais um parasita do sistema político brasileiro. O fato é que o povo brasileiro vive cobrando punições exemplares para os delinquentes, mas quando infringem as normas adoram as benevolências do sistema.

  2. E uma lei brasileira fajuta pq se está guardado e pq não merece o direito de está solto aí sai para rua para roubar e fazer merda e ainda por aí dizer ainda não vai voltar pelo menos 50% dessa galera e ainda não tem esse tanto de polícia para cuidar da cidade, águas lindense fecham as portas pq os prisioneiros estão soltos.

Deixe uma resposta