Temer altera Lei e entorno do DF vira região metropolitana – TV CMN – Canal Municipal de Notícias
Enviado no dia 05/12/18 10:29:06 - Atualizado em 05/12/18 às 10:31:06
Temer altera Lei e entorno do DF vira região metropolitana
A expectativa é de que façam parte da Região Metropolitana as 33 cidades que hoje compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride)
  • 3
  • 1.490
  • TV CMN

Atendendo a pedido de seu correligionário — o governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha —, o presidente Michel Temer (MDB) assinou nesta terça-feira (4/12) uma Medida Provisória que cria a Região Metropolitana do DF, composta por municípios do Entorno.
 
A expectativa é de que façam parte da Região Metropolitana as 33 cidades que hoje compõem a Região Integrada de Desenvolvimento do DF e Entorno (Ride). Destas, 29 pertencem ao estado de Goiás e outras quatro estão em Minas Gerais. Com a mudança, elas seguirão fazendo parte de seus estados, mas também poderão receber recursos e integrar políticas de desenvolvimento da nova região.
 
“São pleitos da economia, mas também são dos cidadãos do DF e do entorno. Esperamos daqui pra frente trazer uma era de desenvolvimento para a região. Com a região metropolitana você pode fazer uma só licitação, com projeto integrado”, afirmou o governador eleito, que participou da cerimônia de assinatura da MP.
 
Ibaneis destacou ainda que a criação da Região Metropolitana deve facilitar o desenvolvimento das cidades que a compõem, já que hoje elas têm uma atividade econômica mais ligada ao DF que a seus estados. “São vários programas, como os programas de saúde, que podem ser feitos de forma integrada. […] Entra tudo. Entra segurança, saúde, infraestrutura, geração de emprego e renda, produção de energia, distribuição de água. Todos os projetos feitos de forma separada e que dependiam de consórcio agora podem ser feitos de forma direta”, explicou.
 
Ainda durante a cerimônia, Temer assinou uma outra MP transferindo o controle da Junta Comercial do DF — que atende micro e pequenos empreendedores — para o governo local. Antes, a autarquia era controlada pela União. As duas Medidas Provisórias precisam ser aprovadas pelo Congresso antes de entrarem em vigor. A previsão é de que elas sejam analisadas no início do próximo ano.
 
Com informações da Agência Brasil

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

3 Comentários

  1. se passar no congresso, ta, isso vai mudar as nossas vidas em quem?
    Esse projeto é eleitoreiro isso sim, esse Ibaneis é raposa velha, o que ele que mesmo são os votos dos moradores de Águas Lindas e demais cidades que votam no DF…

    • Vai melhorar, tenha otimismo. Se o recurso, licitação e demais bem feitorias forem para um, será para todos. Entendeu?
      Sou de Águas Lindas, trabalho no DF. Estamos bem próximos do DF. Então, unificando (de certa forma), será bem bom para nos do Entorno (cidade metropolitana).

Deixe uma resposta